Lançamento: Perdão, Leonard Peacock - Matthew Quick, EDITORA INTRÍNSECA


Sinopse: "Hoje é o aniversário de Leonard Peacock. Também é o dia em que ele saiu de casa com uma arma na mochila. Porque é hoje que ele vai matar o ex-melhor amigo e depois se suicidar com a P-38 que foi do avô, a pistola do Reich. Mas antes ele quer encontrar e se despedir das quatro pessoas mais importantes de sua vida: Walt, o vizinho obcecado por filmes de Humphrey Bogart; Baback, que estuda na mesma escola que ele e é um virtuose do violino; Lauren, a garota cristã de quem ele gosta, e Herr Silverman, o professor que está agora ensinando à turma sobre o Holocausto. Encontro após encontro, conversando com cada uma dessas pessoas, o jovem ao poucos revela seus segredos, mas o relógio não para: até o fim do dia Leonard estará morto."

Pra quem gostou do livro O Lado Bom da Vida pode conferir este mês o novo livro de Matthew Quick, Perdão, Leonard Peacock, o livro será lançado pela Editora Intrínseca. 

Matthew Quick (autor do best-seller O lado bom da vida) era professor de inglês na Filadélfia quando largou o emprego para se dedicar ao sonho de escrever, mas nunca deixou de ser um educador. Com seu novo livro, Perdão, Leonard Peacock, que será lançado no Brasil junto com a edição norte-americana, em agosto, pela Intrínseca, o autor estimula o debate sobre violência e bullying, em uma época em que os assuntos estão em pauta diariamente na vida de jovens, pais e professores.

Em Perdão, Leonard Peacock, Leonard planeja comemorar seu 18º aniversário usando uma P-38 que foi do avô, a pistola do Reich, para matar seu ex-melhor amigo e depois se suicidar. Antes, porém, ele quer encontrar e se despedir das quatro pessoas mais importantes de sua vida: Walt, o vizinho obcecado por filmes de Humphrey Bogart; Baback, que estuda na mesma escola que ele e é um virtuose do violino; Lauren, a garota cristã de quem ele gosta, e Herr Silverman, o professor de alemão que está agora ensinando à turma sobre o Holocausto e que desempenha um papel crucial na vida de Leonard quando o jovem se aproxima do que pode vir a ser o seu ato final.

Assim como Leonard Peacock escolhe com cuidado a quem confiar seus segredos, Herr Silverman deve decidir o que está disposto a fazer para ajudar um aluno com sérios problemas. E como o professor vem a descobrir, esse desafio traz consigo uma série de questões éticas para as quais não há respostas simples, como explica Quick em entrevista ao site Book Page: “Quando você tem que corrigir oitenta dissertações de alunos tentando entrar em Harvard e um estudante chega até você em crise, chorando, o que você escolhe? Você conforta o garoto ou avalia os trabalhos? Ou você conforta o garoto e corrige as dissertações e diz a sua esposa que não poderá sair naquele fim de semana? Eu queria construir essa relação como algo desafiador. Qual é o momento de quebrar esses limites, jogar fora das regras? Até onde o professor vai?”


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado por descer aqui em baixo para comentar, agradeço sua opinião.