Resenha: O Filho de Netuno - Rick Riordan



Título: O Filho de Netuno
Autor: Rick Riordan 
Série: Os Heróis do Olimpo #2 
ISBN: 9788580571806
Páginas: 432 

Sinopse: A vida de Percy Jackson é assim mesmo: uma grande bagunça de deuses e monstros que, na maioria das vezes, acaba em problemas. Filho de Poseidon, o deus do mar, um belo dia ele acorda de um longo sono e não sabe muito mais do que o seu próprio nome. Mesmo quando a loba Lupa lhe conta que ele é um semideus e o treina para lutar usando a caneta/espada que carrega no bolso, sua mente continua nebulosa. De alguma forma, Percy consegue chegar a um acampamento de semideuses, mas o lugar não o ajuda a recobrar qualquer lembrança. A única coisa que consegue recordar é outro nome: Annabeth.

RESENHA

    Segundo livro da série Os Heróis do Olimpo sucedendo o primeiro O Herói Perdido, para aqueles que sentiram falta de Percy no primeiro livro neste vemos muito dele, pra começar o vemos fugindo de monstros e carregando uma Deusa, até que ele encontra o Acampamento Júpiter, lá ele conhece Hazel e Frank, os três então, saem numa missão. 

    Rick nos apresenta mais uma vez sua aptidão pela escrita, agora ele teve que juntar a mitologia romana com a grega e conseguiu fazer isso muito bem, o livro faz você querer mais enquanto lê, a escrita é muito boa, o livro é narrado em terceira pessoa sob o ponto de vista de Percy, Hazel e Frank.

    O que eu mais senti falta no primeiro livro da série foi o Percy. E só faltou eu sair pulando quando vi que ele é um protagonista de O Filho de Netuno. Diferente de O Herói Perdido, que continuou ambientado no lado grego dos deuses, O Filho de Netuno irá contar muita coisa da mitologia romana, e claro, um novo acampamento.

    O Filho de Netuno tem tudo o que fez do Rick Riordan o gênio que eu o considero. A aventura, os personagens, a magia, tudo o que me leva numa viagem pelo mundo, agora dos romanos. Mas mesmo seguindo a receita, ele consegue surpreender, inovar e evoluir a história, não é algo parado, previsível, e sim aquela aventura empolgante, conhecendo novos seres mitológicos e os deuses romanos. Aprendemos um pouco do império Romano no Acampamento Júpiter, e as diferenças deles com os gregos, e a rivalidade. Ele nos mostra o porque da Hera ter trocado os heróis, mas as perguntas permanecem no ar, aliás só aumenta a expectativa de saber qual a próxima missão, e como os nossos heróis lidarão com ela.



Já leu? Gostou? Não? Comente.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado por descer aqui em baixo para comentar, agradeço sua opinião.